sexta-feira, 25 de junho de 2010

Lançamento da publicação 'papel' :: 1º de julho, em Florianópolis

'papel' é a primeira publicação realizada pelo grupo de pesquisa Rosa dos Ventos (UDESC/CNPq), em conjunto com a Editora da Casa. A produção deste livro partiu do interesse crescente dos membros do grupo Rosa dos Ventos pelo estudo de publicações de artista. O envolvimento de longa data de alguns dos artistas desse grupo com debates e experimentação nesse meio de expressão contagiou os demais membros, direcionando esforços coletivos para a realização dessa primeira proposta em forma de livro, que certamente abrirá caminho para outras produções afins.

Todos os trabalhos são inéditos e foram construídos exclusivamente para esta publicação, levando em consideração os aspectos estruturais da forma livro. Ao folhear a seqüência de páginas de 'papel', percebe-se que cada artista buscou refletir de diferentes maneiras acerca do impacto desse material em seus processos de produção artística, assim como a respeito de seu uso e reciclagem na cultura contemporânea. O livro também inclui a tradução de fragmentos de um texto de Mallarmé, Crise de Vers, realizada por Fernando Scheibe.

Artistas participantes: Claudia Zimmer, Francisco Warmling, Juliana Crispe, Márcia Sousa, Maria Araujo, Marina Moros, Nara Milioli, Pamella Queiroz, Raquel Stolf, Rosana Bortolin, Sandra Correia Favero, Silvana Macêdo e Silvia Simões.

Serviço
Lançamento da publicação 'papel'
Local: Fundação Cultural BADESC. Rua Visconde de Ouro Preto, n. 216. Centro. Florianópolis, SC.
Quando: 1º de julho de 2010, 19 horas.
Realização: Grupo de Pesquisa Rosa dos Ventos (UDESC/CNPq) e Editora da Casa.
Apoio: Universidade do Estado de Santa Catarina e Fundação Cultural BADESC.

3 comentários:

Gleyce Cruz disse...

Já amei a publicação!
Desejo muito sucesso na exposição e que muitos folheem a arte de vcs nas mãos!
Como posso adquirir um exemplar?

Anônimo disse...

Parabéns!
Um abraço, Maria Ivone

Fernando disse...

márcia,
parabéns. tornei-me um perseguidor do cadernos afetivos. diário. toda força.
sou artista e faço desde 1998 cadernos. compulsivamente.
grande abraço
fernando duarte/recife.