segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O livro de artista como lugar tátil


Meus caros,

É com prazer que publico a notícia de que defendi minha dissertação de mestrado na Universidade do Estado de Santa Catarina no dia 18 de setembro.

O título da dissertação é O livro de artista como lugar tátil, e logo estará disponível online para download.

Os participantes da banca foram:

Profa. Silvana Macêdo (minha orientadora | UDESC)
Profa. Regina Melim (UDESC)
Prof. Paulo Silveira (UFRGS)



Reproduzo o resumo/abstract abaixo:



Resumo
Nesta pesquisa analiso diferentes conceituações e definições relativas ao livro de artista, construídas por relevantes pesquisadores brasileiros e estrangeiros, com o fim de colaborar na compreensão das especificidades do campo. Além disso, delineio considerações a respeito da forma livro como elemento estrutural na instauração desse tipo de trabalho artístico. Reflito também acerca das dimensões táteis observadas em livros que apresentam significativas características de fisicalidade e materialidade, a partir de minha experiência pessoal em folheá-los, à luz de conceitos da fenomenologia de Maurice Merleau-Ponty. Nesse sentido, é proposta a concepção de livro de artista como lugar tátil, lugar fundado pelo artista e fruído pelo folheador. Espaço de encontro entre corpo e livro, as páginas são assim consideradas como territórios para a experimentação de sensações táteis intensificadas. Nesta pesquisa discuto ainda a minha própria produção em livros, estabelecendo diálogos com obras e procedimentos de outros artistas. Meus trabalhos são abordados a partir de seus processos e de aproximações com os conceitos desdobrados ao longo da pesquisa teórica.
Palavras-chave: Livro de artista, tátil, fenomenologia.

Absctract
In this research I analyze different concepts and defi nitions of artists’ books, constructed by relevant Brazilian and foreign authors, in order to contribute to the understanding of specific debates in this field. Also, I make considerations regarding the book form as a structural element in the conception and construction of this kind of artwork. I reflect about the tactile dimension observed in books that present significant physical and material characteristics, taking into account my personal experience of leafing through such books, in the light of phenomenological concepts by Maurice Merleau-Ponty. In this sense, I propose the idea of the artist’s book as a tactile site, a site conceived by the artists for the fruition of the subject who leaves through the book. As a space for the encounter between the body and the book, the pages are considered as territories for the experimentation of intensified tactile sensations. In this research I also discuss my own bookworks, establishing dialogues with artworks and strategies by other artists. My artworks are examined from the point of view of the processes and affi nities with the theoretical concepts discussed throughout this research.
Key words: Artist's book, tactile, phenomenology .

4 comentários:

aline. disse...

parabéns!
estou afim de ler.

marciofo disse...

Parabéns. Estou na fila para fazer o download, mas por que não publicá-lo. É um erro nosso não transformar em livro nossas teses. Fui Professor da Fac de Med da UFRJ, hoje, aposentado e vi como a ausência da publicação é uma constante. Um abraço Marcio

Wma Toraya disse...

já tem o link para download? adorei a proposta! se puder mandar sua tese para o meu email sollpp@gmail.com maravilhoso o seu trabalho! gostei!
parabéns! Solange

a disse...

este assunto interessa-me bastante,
onde posso fazer o donwload?
obrigada